Planejamento financeiro pessoal: o que é e como fazer o seu?

Navegue pelo Conteúdo

Ter uma vida tranquila e com mais sonhos realizados é possível quando você consegue cuidar bem do seu dinheiro. Dessa forma, você pode dispor dos recursos necessários para concretizar os seus planos. Para alcançar esse tipo de resultado, é essencial saber o que é o planejamento financeiro.

Afinal, esse instrumento tem grande importância para a sua tomada de decisão financeira. Assim, elaborar o plano adequado para as suas necessidades e características pode ter um impacto positivo no seu modo de lidar com o próprio dinheiro.

Quer descobrir como o planejamento financeiro pessoal pode ajudar na concretização das suas metas e aprender a fazer o seu? Continue a leitura e saiba mais!

O que é um planejamento financeiro pessoal e para que serve?

O planejamento financeiro pessoal consiste em um conjunto de objetivos e ações voltados ao cuidado com as finanças individuais. Logo, ele funciona como um mapa para indicar qual é a melhor estratégia sobre o uso dos recursos no cotidiano.

De modo geral, esse planejamento serve para orientá-lo na tomada de decisões em relação ao seu capital. Com ele, você saberá como usar melhor o seu dinheiro para evitar dificuldades financeiras e para alcançar seus objetivos de curto, médio e longo prazo, por exemplo.

Qual é a importância do planejamento financeiro pessoal?

Agora que você entende o que significa esse recurso para planejar as finanças, é essencial descobrir o que o torna tão relevante. Um dos pontos de destaque é o impacto que ele tem no alcance dos objetivos financeiros.

Com um bom planejamento, você sabe o que deseja alcançar e identifica qual é o caminho para chegar a esse destino — como construir uma boa aposentadoria, por exemplo. Assim, é possível dispor das ferramentas necessárias para cuidar bem do seu dinheiro e tomar decisões que façam sentido para os seus planos e expectativas.

Ao considerar essa etapa, por exemplo, se torna mais fácil estabelecer um plano para poupar dinheiro e investir mensalmente. Como consequência, aumentam as chances de alcançar suas metas financeiras de maneira mais rápida e simples.

Ainda, um bom planejamento financeiro pessoal favorece a organização dos seus recursos e ajuda a evitar ameaças financeiras. Isso acontece, primeiramente, porque você consegue se preparar para imprevistos, como ao compor uma reserva de emergência.

Outro ponto importante é que o planejamento favorece a consolidação de bons hábitos quanto ao uso do dinheiro. Como consequência, você passa a ter mais tranquilidade, considerando que o seu orçamento corre menos riscos perante imprevistos ou comportamentos negativos — que poderiam reduzir seu poder de acumulação, por exemplo.

Sem um planejamento financeiro pessoal, por outro lado, sua vida financeira pode ficar em risco. Afinal, você não tem visibilidade sobre os seus recursos e objetivos. Então a tomada de decisão se torna menos eficiente e você pode desperdiçar boas oportunidades de usar seu dinheiro de maneira mais inteligente.

Como fazer um planejamento financeiro pessoal?

Até aqui, você descobriu o que é o planejamento financeiro e por que ele é importante. Após se convencer da necessidade de ter esse plano, é o momento de entender como desenvolver o seu. Nesse sentido, existem etapas fundamentais que você deve considerar. 

Veja quais são elas e aprenda a elaborar seu plano!

Avalie as condições do seu orçamento

Um planejamento efetivo deve ser viável e se alinhar à sua realidade financeira. Por isso, é preciso começar observando quais são as condições e características do seu orçamento. Então é importante saber de quanto você dispõe e como é o seu orçamento.

Também é necessário avaliar quais são seus hábitos e dificuldades financeiras. Assim, é possível usar o planejamento como uma ferramenta de apoio para alcançar resultados melhores. Se você estiver endividado, o plano inicial deve focar em acabar com as dívidas de forma eficiente, por exemplo.

Identifique seus objetivos financeiros

O próximo passo para elaborar o seu planejamento financeiro pessoal é identificar quais são os seus objetivos. Afinal, esse plano serve para criar uma ponte entre você e os seus sonhos. Nesse momento, vale considerar quais são os seus objetivos de curto, médio e longo prazo

Assim, a intenção é, posteriormente, definir ações recomendadas para cada um dos prazos. Desse modo, você saberá o que precisa fazer para construir patrimônio, aposentar-se ou realizar outros sonhos.

Considere seu perfil de investidor

No seu planejamento financeiro pessoal, investir também é uma parte essencial. Por isso, não deixe de conhecer o seu perfil de investidor. Esse conceito serve para definir qual é o seu nível de tolerância ao risco.

Dessa forma, você saberá quais são as oportunidades do mercado financeiro mais adequadas e alinhadas à sua vida financeira. Se você tiver uma tolerância maior ao risco, por exemplo, o investimento na bolsa de valores pode fazer sentido. Já se quiser se proteger, a renda fixa pode ser uma opção.

Elabore um plano financeiro

Após identificar as condições do seu orçamento, seus objetivos financeiros e seu perfil de investidor, é hora de criar um plano de ação financeiro. Nele, você estabelecerá quais devem ser as medidas necessárias para alcançar os resultados de interesse.

Você poderá definir, por exemplo, a criação de hábitos financeiros mais saudáveis — como poupar recursos mensalmente. Também é possível determinar a realização de investimentos que estejam atrelados a determinados objetivos.

No geral, a intenção é obter um direcionamento para usar o dinheiro da melhor maneira. Isso sem ignorar as suas particularidades, preferências e necessidades. Portanto, dê atenção a essa etapa do planejamento financeiro pessoal.

Tenha apoio profissional

Para criar um planejamento financeiro com efetividade e com mais praticidade, vale a pena ter ajuda especializada. Isso evitará que você monte um plano incompleto ou que não seja tão relevante e estratégico quanto o desejado.

O ideal é buscar um planejador financeiro. Ele é um profissional especializado e pode ajudar você de forma totalmente personalizada. Dessa maneira, você conseguirá executar os passos anteriores com mais eficiência.

O apoio profissional também o ajuda a esclarecer dúvidas, aprofundando seus conhecimentos sobre finanças. Ainda, os planejadores poderão auxiliá-lo a fazer alocações de recursos com mais eficiência e a acompanhar os resultados do planejamento. E, se necessário, a realizar mudanças pertinentes.

Neste artigo, você descobriu o que é o planejamento financeiro pessoal e como ele pode ser importante para o seu presente e futuro. Sabendo disso, coloque em prática as dicas que acompanhou neste post para criar o seu planejamento e usufruir de todas as vantagens que ele pode oferecer!

Precisa de ajuda para criar o planejamento financeiro ideal para a sua realidade? Fale conosco do Meu Patrimônio e conte com um dos nossos planejadores!

 

COMPARTILHE:
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Cadastro foi registrado com sucesso!

Nossa equipe logo entrará em contato. 

Enquanto isso acessa nossa rede social, lá você pode conhecer um pouco mais sobre nossa empresa!