Small caps, mid caps e blue chips: conheça as classificações das ações

Navegue pelo Conteúdo

Ao estudar sobre empresas de capital aberto, é comum se deparar com conceitos de ações blue chips, mid caps, small caps. Essas classificações são uma forma de diferenciar os ativos. Assim, elas podem contribuir para o seu processo decisório na bolsa de valores. 

O uso de cada um desses conceitos é referente ao valor de mercado da companhia. Logo, ao entender como as categorias são aplicadas, você pode compreender mais sobre o porte da empresa emissora das ações, as oportunidades e riscos de investir nela.

Quer saber mais sobre as classificações das ações? Neste artigo, você entenderá o que são small caps, mid caps e blue chips, e saberá como usar esses conceitos para escolher ativos na bolsa.

Acompanhe a leitura!

O que são ações?

As ações consistem em frações do capital social de empresas listadas na bolsa de valores. Ao investir nesses papéis, você se tornará acionista da companhia e terá o direito de participar dos resultados dela.

Essa participação será proporcional à quantidade de ações que o investidor possui. Ademais, o tipo de ação pode proporcionar benefícios diferentes, como o direito ao voto nas assembleias ou a preferência no recebimento de proventos. 

Quais são as classificações de ações na bolsa de valores?

Como você viu, as ações são alternativas de investimento presentes na bolsa de valores. Nesse sentido, é interessante saber quais são os tipos de papéis que você pode encontrar em negociação.

Confira!

Ordinárias (ON)

As ações ordinárias (ON) são caracterizadas pelo número 3 no ticker da ação. Elas são papéis que dão direito ao voto aos investidores da companhia durante as assembleias. Desse modo, os donos desses ativos podem se engajar em decisões relevantes para o futuro da empresa. 

Entretanto, a influência de cada investidor é definida pela quantidade de papéis que ele possui. Logo, o impacto de acionistas minoritários durante as votações pode não ser tão significativo.

As ações ON também contam com o tag along, que é um mecanismo de proteção para acionistas minoritários. Ele garante que, em caso de troca no controle da empresa, eles têm o direito de vender suas posições por, pelo menos, 80% do que foi pago aos sócios majoritários. 

Preferenciais (PN)

Já as ações preferenciais (PN) são reconhecidas, principalmente, pelo número 4 em seu ticker. Elas asseguram prioridade para os acionistas durante os repasses de proventos, mas não garantem o direito ao voto nas assembleias. 

Além da preferência no recebimento de proventos, os donos de papéis PN terão prioridade para receber o dinheiro em cenário de liquidação da companhia. Contudo, a oferta do tag along não é obrigação para as companhias.

Units

Também há units na bolsa de valores. Ao invés de um tipo de papel, as units são certificados de depósitos de ações. Logo, ao comprá-las, o investidor está adquirindo uma espécie de pacote com ativos — que pode ter ações PN e ON. 

Elas são identificadas pelo número 11 no ticker de negociação. Porém, é preciso ter atenção, porque o número também é usado para códigos de fundos imobiliários (FIIs) e exchange traded funds (ETFs), por exemplo.

Blue chips

Além dos direitos que oferecem, os papéis na bolsa são divididos conforme o porte da empresa. Assim, as ações blue chips são aquelas que pertencem às organizações de mais alta capitalização do mercado — superando 10 bilhões de dólares. 

O nome teve origem no pôquer, jogo no qual as fichas azuis são as mais valiosas. Então as empresas chamadas de blue chips são aquelas de grande porte e já consolidadas no mercado.

Essas características contribuem para os papéis, habitualmente, sofrerem menos com oscilações do mercado. Ademais, as ações blue chips costumam apresentar mais alta liquidez e distribuir mais dividendos, por pertencerem a companhias mais consolidadas. 

Small caps

Por outro lado, as small caps são empresas de menor capitalização. O valor de mercado delas fica entre 300 milhões e 2 bilhões de dólares. De maneira mais comum, elas são companhias jovens que estão tentando conquistar mercado — embora essa não seja uma regra.

Esses aspectos fazem com que as small caps sejam ações mais suscetíveis à volatilidade do mercado. No entanto, como as empresas ainda estão em crescimento, o potencial de valorização costuma ser mais alto que com as blue chips — ao mesmo tempo que envolve mais riscos. 

Mid caps

As mid caps estão entre as small caps e as blue chips. Essas ações na bolsa de valores são de empresas de média capitalização. Ou seja, companhias que já cresceram, mas não têm valor de mercado tão alto ainda.

Dessa forma, as mid caps costumam apresentar mais estabilidade que as small caps. Porém, como as companhias já contam com certo grau de consolidação, o potencial de valorização também pode ser menor. 

Perceba, ainda, que a classificação de uma organização entre blue chip, small cap ou mid cap não é vinculada ao ticker. Isso porque, apesar de ser popular, essa divisão serve apenas para separar cada organização de acordo com seu porte e potencial de resultados.

Como escolher uma ação para investir? 

Agora que você sabe como as ações são classificadas, é preciso entender como escolher o tipo ideal. Para tanto, a definição do seu perfil de investidor será fundamental. Como ele apresenta a sua tolerância ao risco, será mais fácil selecionar os papéis para investir. 

Além do perfil, você deve avaliar seus objetivos financeiros. Por exemplo, caso o foco seja receber dividendos, as ações blue chips tendem a ser mais adequadas. Como elas pertencem a empresas consolidadas, as chances de distribuir lucro líquido podem ser mais altas. 

Já se o objetivo for a valorização das ações, você pode preferir analisar as small caps. Afinal, elas são empresas de menor porte, mas com margem maior para crescimento. Logo, é possível que o papel se valorize junto com a expansão da companhia. 

Também monitore e estude sobre o mercado regularmente para encontrar novas oportunidades. Ademais, contar com o suporte de uma consultoria de investimentos contribui para esclarecer dúvidas e ajudar você a fazer movimentações mais adequadas para a sua estratégia. 

Como você acompanhou, a classificação de ações entre blue chips, small cap ou mid cap é relevante para sua tomada de decisão na bolsa de valores. Então considere as informações sobre as categorias para selecionar os ativos mais alinhados com seu planejamento. 

Precisa de suporte qualificado para seus investimentos? Conte com nossa consultoria!

COMPARTILHE:
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Cadastro foi registrado com sucesso!

Nossa equipe logo entrará em contato. 

Enquanto isso acessa nossa rede social, lá você pode conhecer um pouco mais sobre nossa empresa!