Como desenvolver sua Inteligência Financeira

Navegue pelo Conteúdo

Nem sempre ter um bom salário significa ter boas condições financeiras ou conseguir acumular mais capital. Na verdade, mesmo pessoas com baixa remuneração podem fazer uma gestão de capital eficiente e se aproximar de seus objetivos.

Isso porque o seu sucesso depende também do conjunto de práticas relacionadas à maneira como você lida com dinheiro, a chamada inteligência financeira. Essa é uma habilidade composta por elementos ligados às suas emoções, a capacidade de tomar decisões e às experiências financeiras.

Se você ainda não expandiu a sua inteligência financeira, veja 4 dicas para desenvolvê-la no próximo ano. Boa leitura!

1. Faça o seu orçamento

A primeira dica para quem pretende aprimorar a inteligência é montar o seu orçamento. Dificilmente você conseguirá controlar as suas finanças e usar o dinheiro de modo inteligente sem ter o conhecimento acerca de quais são as suas receitas e despesas.

Portanto, é importante que você anote todos os ganhos e gastos mensalmente. Isso pode ser feito em uma planilha, aplicativo ou em um caderno. Essa noção financeira o ajudará a identificar dívidas e gastos desnecessários, bem como permitirá entender se, ao final do mês, o seu saldo é positivo ou negativo.

2. Mude os seus hábitos de consumo

Como você viu, ao avaliar o seu orçamento você saberá se o seu estilo de vida é compatível com a sua renda atual. A depender do cenário, poderá ser o caso de rever os seus hábitos de consumo e substituir aqueles que estejam atrapalhando o seu orçamento.

Por exemplo, trocar o uso diário de um veículo por caronas, bicicleta ou transporte público pode eliminar gastos com combustível, estacionamento, seguro e manutenção. Considerar fazer a sua própria comida também evita gastos com restaurantes, fast foods e aplicativos de entrega.

3. Defina metas financeiras

O próximo passo para aprimorar a sua inteligência financeira será definir metas que sejam alcançáveis conforme as suas condições. Destaca-se que estipular objetivos impossíveis de serem atingidos apenas contribuirá para postergar a tomada de iniciativa.

Então busque traçar planos, mesmo que pequenos, para criar bons hábitos financeiros que melhorem a sua relação com o dinheiro. Outra forma de facilitar a criação de metas financeiras é dividi-las no curto, médio e longo prazo.

4. Comece a poupar e a investir

Depois de mudar os seus hábitos e definir as suas metas, será o momento de começar a poupar e a investir. A premissa é que você consiga cortar gastos para fazer sobrar mais dinheiro, visando a realização de investimentos.

Ao investir, você tem a oportunidade de rentabilizar o seu patrimônio. Isso porque você pode alocar o seu capital em uma alternativa e, depois, resgatar uma quantia maior. Se você deixa o seu dinheiro parado na sua conta corrente, ele tende a perder valor por conta da inflação.

Logo, investir é uma medida fundamental no desenvolvimento da sua inteligência financeira e pode contribuir para que você consiga alcançar todos os seus objetivos. Ainda, vale contar com o apoio de uma consultoria de investimentos para apresentar as opções adequadas ao seu perfil de investidor e metas.

Sabendo agora 4 dicas para desenvolver a sua inteligência financeira, você poderá colocá-las em prática — se elas fizerem sentido para você. Tenha em mente que qualquer pessoa tem condições de se planejar para investir e buscar seus sonhos, então vale a pena se organizar para atingir esse objetivo.

Precisa de ajuda para entender melhor como se planejar financeiramente e investir? Entre em contato conosco!

COMPARTILHE:
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Cadastro foi registrado com sucesso!

Nossa equipe logo entrará em contato. 

Enquanto isso acessa nossa rede social, lá você pode conhecer um pouco mais sobre nossa empresa!